<$BlogRSDUrl$>

quarta-feira, junho 30, 2004

Peixe Miúdo 

A Europa chama o borroso peixinho
O Santana reza a São João, apesar de alfacinha
Tem sido presidente, mas sempre quis ser ministro
Nada menos que o primeiro! Apesar de ser um triste!
Pela pátria e pela Grei, juntos no mesmo barco
Pela puta da vossa mãe, não vamos "fazer de morto"
Estamos fartos destes cotos, no sentido mais lato
Queremos substitutos, é urgente, deixe aqui o seu contacto!

Durão, faz-nos este grande favor
Quanto mais tarde te pirares pior
Leva também o João Pedro Pais
Menos ais, queremos menos ais
Portugal só pode ficar melhor 
Mas não voltem, nunca, NUNCA MAIS!


Pensamento do dia:
Se Durão Barroso fizer pela Europa o mesmo que fez pelo seu país, há uma forte probabilidade de, dentro de pouco tempo, a Europa estar na cauda de Portugal.


terça-feira, junho 29, 2004

Carreirista Durão 

Do seu passado maoísta e de militante do MRPP não quero falar. Deixo isso a quem dele se lembra da altura. Agora do que me lembro: quis ser presidente do PSD conseguiu-o com o fim da AD e com a respectiva demissão do cargo de Marcelo Rebelo de Sousa. Quis ser primeiro-ministro, conseguiu-o. O que lá estava, António Guterres, fartou-se e demitiu-se. Agora quis ser Presidente da Comissão Europeia, conseguiu-o porque, além de mais nenhum outro chefe-de-estado ter aceite o cargo, foi o único que se ofereceu. Eu por mim digo, no dia que este senhor quiser ir à merda conte comigo para ser o primeiro a abrir-lhe a porta.

segunda-feira, junho 28, 2004

Dr. Estranho Amor versão Luís Delgado 



Não consigo dissociar a imagem deste energúmeno da da personagem representada por Peter Sellers, um cientista alucinado com estranhas ideias sobre o homem, e cujo braço esquerdo teima em fugir-lhe ao controlo e fazer um saudação hitleriana. É que sempre que vejo o Luís Delgado falar na televisão fico expectante de ver quando é que a voz lhe foge ao controlo e lhe sai algo como: "DIREITA, DIREITA... BUSH BUSH "

Quinas e Kinas 

Como praticamente tudo tem uma explicação, julgo ter descoberto uma boa solução para evitar os incêndios que todos os anos teimam em surgir, e muito mais eficaz que prevenção e vigilância: torneios de futebol o Verão inteiro. Basta repararem que apesar do abrasivo calor que tem estado, praticamente não tem havido incêndios. Os homens-do-fósforo-em-riste apesar de tudo não deixam de ter a sua costela nacionalista. Esperemos apenas que não usem a famigerada "bandeirinha" para uma qualquer fogueira.

segunda-feira, junho 21, 2004

Não Ponho à Janela, Ponho Aqui 



Sem querer desrespeitar o Beligerante, que discorda da combinação cromática da bandeira nacional, além de não sofrer de qualquer tipo de sentimento patriota, e sem querer ferir o respeito que o Zé Beata tem pela bandeira enquanto símbolo vivo e inalienável da nossa identidade, (e ainda numa rápida piscadela de olho aos amigos russos que se vão deste nosso jardim mais cedo), deixo aqui uma das muitas curiosas tentativas falhadas de representar a bandeira portuguesa. Esta foi avistada em 1997 em Moscovo, na tabela de cotações do Banco Pomrateqbank. Repare-se na «peculiar tricolor vertical de vermelho - verde - vermelho! Supõe-se que terá sido uma interpretação pouco inspirada da discrição "vertical, um terço de verde e dois de vermelho" — esta já de si duplamente errónea (pelas proporções e pela ausência do brasão.)» (António Martins)

segunda-feira, junho 14, 2004

Distance Equals Rate Times Time 




Numa noite de nervosa antecipação e plena de estranhamentos, aparecem eles e dão-me tudo.

Os Pixies estiveram em Lisboa. Os Pixies. Em Lisboa.






This page is powered by Blogger. Isn't yours?